Pokémon Go: Dicas como economizar bateria do celular

bateria

A febre mundial Pokémon Go, jogo da Nintendo caçar Pokémons pelas ruas com celulares com Android e iPhone (iOS) foi lançado no Brasil nesta semana e já é um dos games mais baixados na App Store  e Google Play Store.

O sucesso do jogo faz com que usuários gastem muitas horas por dia no telefone, o que pode consumir a bateria do celular rapidamente. Por isso, jogadores de todo o mundo têm buscado técnicas para fazer a carga do aparelho durar mais. Em média, os aparelhos têm ficado sem energia em menos de três horas de caça Pokémon, segundo levantamento feito pelo especialista em desempenho da AVG, Sandro Villinger.

O alto consumo de energia do Pokémon Go é explicado pela constante exigência de recursos do sistema. Durante o jogo, o aplicativo requer que o telefone compartilhe localização, dê acesso à câmera, execute sons via alto-falantes e renderize gráficos 3D, tudo ao mesmo tempo. Além disso, há muito gasto em dados móveis, uma vez boa parte da brincadeira ocorre na rua, fora do alcance de redes Wi-Fi – duas operações que, por sinal, drenam a bateria do celular.

Com isso, o especialista da AVG testou o game no iPhone 6S Plus e no Galaxy S6. No smartphone daApple, cuja bateria tem capacidade de 2.750 mAh, a carga passou de 100% a 0% em 2 horas e 10 minutos. Já o telefone da Samsung, que traz capacidade de 2.550 mAh, aguentou apenas 2 horas e 40 minutos.

Sandro Villinger testou sistematicamente técnicas de economia de bateria, avaliando quais são as mais efetivas para o jogo da Nintendo. Cada teste foi repetido três vezes para obter maior precisão nos resultados. Ao final, o iPhone 6S Plus conseguiu durar, em média, 4 horas e 50 minutos, enquanto a bateria do Galaxy S6 subiu sua duração para 4 horas e 30 minutos.

Para conseguir economizar a bateria do celular – e até dobrar a duração do uso de Pokémon Go no telefone -, veja as principais dicas do especialista, que poderão ser utilizadas assim que o game tiver seu lançamento no Brasil.

1) Usar o economizador de bateria do Pokémon Go

A maior parte dos sites recomenda diminuir o brilho da tela para economizar bateria ao jogar Pokémon Go, mas isso não é uma regra. Ainda que a iniciativa tenha efeito sobre a duração da carga, Villinger avalia que a jogabilidade fica excessivamente comprometida, pois a redução aumenta reflexos no display. A orientação, com isso, é manter a tela completamente iluminada, ou com brilho acima dos 75%.

Para reduzir o consumo, a melhor alternativa pode ser usar o economizador de bateria presente no próprio Pokémon Go. O recurso pode ser ativado tocando no ícone de Pokébola, indo até “Configurações” e tocando em “Economizador de bateria” (Battery Saver). Neste modo, o app automaticamente escurece a tela quando o jogador coloca o telefone no bolso ou segura de cabeça para baixo. Músicas e efeitos sonoros também podem ser desligados para reduzir o impacto na bateria.

2) Desligue o Bluetooth e dados móveis (3G e 4G)

O game da Niantic requer conexão com a rede e sinal de GPS a todo tempo, mas 3G e 4G são justamente alguns dos maiores “devoradores” de recursos do sistema, ajudando a acabar com a energia do celular. Quando estiver em casa ou outro local com Wi-Fi, desative os dados móveis para estender a vida útil do aparelho.

No Android, entre no menu “Configurar”, vá até “Uso de dados”, toque em “Dados móveis” e coloque o botão na posição desligada. No iPhone, acesse “Ajustes”, entre em “Celular” e desative a chave “Dados Celulares”,

Se você estiver fora de casa e precisar deixar os dados móveis ligados, prefira usar a rede 3G, que consome menos energia que o 4G. No caso, o ideal é também desativar a rede Wi-Fi e o Bluetooth, que vão gastar bateria inutilmente ao procurar por conexões.

3) Use os economizadores de bateria do Android e iOS

Tanto o iOS quanto o Android possuem seus próprios economizadores de bateria, que, segundo Villinger, reduzem um pouco o desempenho do telefone para garantir maior duração da carga. Com eles ativados, os aparelhos mudam a temperatura das cores exibidas na tela ou diminuem as atividades de aplicativos em segundo plano, por exemplo, que são características que não afetam na dinâmica do Pokémon Go.

No Android, basta ir em “Configurar”, entrar em “Bateria” e tocar no ícone de três pontinhos. Toque então em “Economia de bateria” e mude a chave para a posição ativada.

4) Evite girar e dar zoom na tela

O técnico em desempenho da AVG alerta ainda que o processamento gráfico é uma das principais razões para que a bateria acabe rapidamente. As animações em 3D já demandam bastante da GPU, e qualquer trabalho extra deve ser evitado. Dar zoom e girar a tela, por exemplo, são algumas operações enquadradas na categoria.

Outra medida que prolonga a duração da bateria é desativar o recurso de realidade aumentada ao capturar um Pokémon. Isso pode ser feito colocando a chave AR, localizada no canto direito, na posição desligada. Fazendo isso, em vez da imagem capturada pela câmara, o app mostra uma paisagem estática, que consome menos recursos de processamento e, consequentemente, menos energia.

Pokémon GO aumenta as vendas de baterias extras no mundo todo

Agora, outro mercado está se beneficiando da chegada do game: o de baterias extras e power banks. De acordo com o NPD Group,os pacotes de baterias tiveram as vendas dobradas nos EUA durante as duas semanas seguintes ao lançamento.

O crescimento anual dessas vendas bateram 101%. Dentro disso, foram entregues 1,2 milhão de pacotes de baterias apenas entre 10 e 23 de julho deste ano — Pokémon GO foi lançado no dia 6 de julho nos Estados Unidos.

Caso ainda não saiba, além de você ficar com a tela ligada e o hardware (RAM e processador) trabalhando incessantemente com Pokémon GO ligado, o seu aparelho necessita da conexão GPS. Ou seja: a bateria pode cair bem rápido se você não ficar esperto.

COMENTÁRIOS

O seu endereço de e-mail não será publicado.