Galaxy S8 e S8+ chegam ao Brasil por salgados R$ 3.999 e R$ 4.399

A Samsung anunciou hoje (17), em São Paulo, a chegada do Galaxy S8 e S8+ no Brasil. Os novos topo de linha da companhia chegam no país com preço bem salgado: o modelo menor custa R$ 3.999 e o maior R$ 4.399. O último destaque da sul-coreana que chegou por aqui foi justamente a geração anterior da linha “S”; o desastroso Galaxy Note nem chegou a aparecer nas nossas prateleiras. A empresa, pelo menos, promete extremo cuidado com as baterias: elas não são enormes e, segundo a fabricante, passam por testes mais rigorosos do que nunca.

Pelo jeito, o impacto negativo já passou e as pré-vendas dos novos modelos tem alcançado marcas expressivas. O Galaxy S8 encanta pela beleza, tanto da construção única, como do software – que está muito mais polido.

Os dois modelos possuem processador Exynos 8895 de oito núcleos (quatro com clock de 2.3 GHz e outros quatros de 1.7 GHz), 4 GB de RAM, 64 GB de armazenamento expansível por microSD de até 256 GB, câmeras traseira 12 megapixels com abertura f/1.7, câmera frontal de 8 megapixels com abertura f/1/7 e sensor de impressão digital. As diferenças estão na tela e bateria: enquanto o Galaxy S8 tem display Super AMOLED de 5,8 polegadas (2960×1440 pixels) e bateria de 3.000 mAh, o Galaxy S8 Plus conta com um painel Super AMOLED 6,2 polegadas (2960×1440 pixels) e bateria de 3.500 mAh.

Para conseguir colocar displays tão grandes, a Samsung incorporou uma proporção de tela diferente: 18.5:9 (e que aparentemente vai ditar o formato a partir de agora). Apesar das polegadas a mais, o modelo é ligeiramente menor do que a geração passada. Não existe mais uma versão “Edge”, a tela curva está presente nos dois aparelhos, e a Samsung chama de “Infinity Display”.

E esse botão invisível na tela?

Ainda na pegada de diminuir as bordas do aparelho, a Samsung extinguiu os botões capacitivos de voltar e acessar o multitarefa. Agora, essas opções aparecem direto na tela, como já acontece na maioria dos smartphones da Motorola, LG e Sony. Mas, existe um botão invisível: a opção “home” também está na tela e é chamado de invisível porque responde à pressão. Alguns rumores apontam que a Samsung planejava colocar o sensor de impressão digital ali, mas a tecnologia não ficou pronta a tempo – e por isso, ele foi parar na traseira do aparelho, do lado da câmera, numa posição bem desconfortável. Em compensação, ele herda uma característica do finado Galaxy Note 7: o leitor de íris, que pode confirmar sua identidade ao desbloquear o aparelho e fazer pagamentos com o Samsung Pay. Falando em solução de pagamento, a companhia anunciou que sua plataforma ganha suporte de dois novos bancos: Intermedium a partir de abril e Itaú em julho.

Bixby no Brasil

A Samsung agora está competindo forte com o pessoal de inteligência artificial em celulares. A Bixby é a resposta da companhia para a Siri e Google Assistant. O foco na assistente é tão grande que ela possui um botão dedicado no aparelho, que fica na lateral, abaixo dos controles de volume.

A intenção é antecipar o que é interessante e útil para o usuário e apresentar conteúdos na hora certa, se integrando no sistema como um todo. Além dos comandos de voz, a Bixby entende contexto: ela pode mostrar onde comprar um item que está presente numa foto, por exemplo – a empresa afirma que está trabalhando com parceiros do varejo nacional. O software é todo integrado com os aplicativos nativos da Samsung e alguns apps de terceiros, como Facebook e YouTube.

A promessa feita no anúncio em Nova York afirmava que a Bixby falaria coreano e inglês no lançamento. No entanto, a Samsung já disse que ela não vai funcionar em toda sua capacidade: apenas funções chaves estarão disponíveis e os comandos de voz irão demorar um pouco. Por aqui, a empresa diz que ela chegará em junho, mas só em inglês. A versão em português ainda está em desenvolvido, sem previsão para ser finalizada.

DeX Station

Muita gente curtiu o DeX Station, dock que permite conectar o Galaxy S8 a um monitor, teclado e mouse para transformar o smartphone em PC. A ideia não é inédita, a Motorola já tentou emplacá-la, mas sem muito sucesso. No Brasil, o acessório que tem duas portas USB, saída HDMI, cooler para resfriar o aparelho e conexão Ethernet será vendido separadamente, por R$ 649,00.

Disponibilidade

A pré-venda dos aparelhos começam amanhã (18), disponível nas cores preta, ametista (roxo) e o prata. No varejo, ele aparecerá nas prateleiras a partir do dia 12 de maio, junto com os acessórios. O Galaxy S8 custa R$ 3.999,00 e o S8+ sai por R$ 4.399,00.

COMENTÁRIOS

O seu endereço de e-mail não será publicado.