Google vai combinar o Chrome OS e o Android

EM breve, não vamos mais poder falar do Chrome OS e do Android como entidades separadas. Segundo o Wall Street Journal, a Google decidiu unificar as duas plataformas, visto que seu sistema mobile já apresenta uma boa dominância do mercado há um tempo considerável, o que diminuiu a necessidade da companhia de ter uma solução exclusiva para desktops e notebooks.

A combinação dos dois sistemas deve trazer vários desafios à Google, que vai precisar fazer ajustes tanto na interface do Android quanto na Play Store para elas rodarem bem em computadores convencionais. Com a mudança, a empresa também deve realizar alterações na marca Chromebook de forma a refletir melhor a nova solução unificada.

A previsão é que uma prévia da novidade seja exibida pela companhia na edição 2016 do Google I/O, sendo que seu lançamento está programado para algum momento de 2017. A transição faz sentido quando levamos em consideração que o novo CEO da Google, Sundar Pichai, foi colocado a cargo do Chrome e do Android há aproximadamente dois anos.

É difícil não ver semelhanças entre a decisão da Google e a estratégia adotada pela Microsoft, que com o Windows 10 decidiu unificar suas soluções para smartphones, tablets e desktops. Quem mais deve se beneficiar da decisão são os usuários, que vão ganhar mais opções integradas que devem cortar o tempo dedicado à configuração de novos dispositivos.

COMENTÁRIOS

O seu endereço de e-mail não será publicado.